Acupuntura e psicologia

 

 

Como já foi dito em outros artigos aqui a acupuntura pode auxiliar em diversas questões psicológicas, agora vamos falar um pouco desses tratamentos.  

Os problemas psicológicos tendem a causar grande desconforto, influenciando diretamente no dia-a-dia das pessoas e normalmente se demora muito para buscar ajuda profissional, dessa forma é comum no momento da busca por ajuda ser uma situação de crise ou de ápice de desconforto, fazendo com que o indivíduo tenha dificuldade com tratamentos a longo prazo e com a necessidade de mudança de comportamento como a terapia.  

Apesar da acupuntura também ser um tratamento a longo prazo, também é possível trazer benefícios imediatos, como uma sensação de relaxamento ou de ânimo através da estimulação dos pontos específicos.

Nos momentos de crise ou ápice do incômodo o paciente consegue aderir melhor aos tratamentos recomendados se sentir um alívio mesmo que temporário porém imediato, pois isso pode fazer com que a pessoa tenha maior tranquilidade para concentrar suas energias nas mudanças necessárias para o seu desenvolvimento e recuperação.

Na acupuntura podem ser utilizados todos os recursos da medicina chinesa e não somente as agulhas, terá como base a teoria das emoções da medicina tradicional chinesa e irá buscar aliviar os sintomas em um primeiro momento e tratar as causas para que no decorrer do tratamento os sintomas deixem de se manifestar.

Todas as síndromes da medicina chinesa precisam ser investigadas através do diagnóstico feito na primeira sessão, que tem por base um questionário, a observação, a pulsologia e a observação da língua.

Através do diagnóstico se estabelece as relações de causas para os sintomas apresentados e são escolhidos os pontos necessários para tratar a síndrome, porém em toda sessão de acupuntura é necessário reavaliar, para perceber a evolução e a sensação de bem estar do paciente.

Como a medicina tradicional chinesa trata o ser humano como um todo, as questões emocionais vão ter questões físicas relacionadas, normalmente envolvendo os órgãos responsáveis daquela emoção, por isso a importância do diagnóstico para que o tratamento seja concretizado e tenha um resultado definitivo e não apenas nos sintomas de forma provisória.

Por isso na acupuntura é essencial esclarecer o paciente da necessidade de continuar o tratamento mesmo percebendo melhora imediata, para que os sintomas não retorne, além de manter os outros tratamentos que já realiza, pois um tratamento multidisciplinar só colabora para que a pessoa possa obter todos os benefícios para sua saúde.

A acupuntura não é somente um tratamento opcional para as questões psicológicas, mas sim um tratamento complementar, que pode auxiliar a pessoa a não iniciar medicações mais complexas e que muitas vezes encontram resistência dos pacientes, porém em casos em que a medicação é necessária a acupuntura também pode auxiliar a lidar com os efeitos colaterais e a potencializar o tratamento que já está sendo realizado.

Qualquer pessoa pode se beneficiar da acupuntura para o tratamento dos problemas psicológicos, dos considerados mais leves aos mais graves, trazendo um equilíbrio que colabora para todo o bem estar psíquico.

Camila B Carvalho

As emoções na medicina chinesa

 

 

Na medicina chinesa as emoções estão relacionadas com algum órgão, sendo que a alteração desses órgãos pode causar problemas emocionais, assim como alterações emocionais podem atingir o órgão.

As síndromes na medicina chinesa  estão normalmente relacionadas com estagnações ou excesso do Qi ou do Yin e Yang e isso pode afetar as emoções e seus órgãos.

Raiva: a raiva é a emoção do fígado, e está ligada aos sentimentos de irritabilidade, ressentimentos e frustrações, podem causar dores de cabeça e pressão alta, as alterações neste órgão geram os problemas emocionais relacionados  aos ataques de ira, desânimo e falta de iniciativa.

Alegria: é a emoção do coração e apesar de ser uma emoção considerada positiva, as alterações neste órgão pode gerar super-agitação, causando insônia, febre, palpitações, melancolia.

Preocupação: é a emoção do estômago as alterações neste órgão podem contribuir para o aumento da ansiedade, causam azias e dores.   

Tristeza: é a emoção do pulmão as alterações neste órgão causa os processos de melancolia, dificuldade ou excesso de choro, dificuldades respiratórias e problemas de pele.

Medo: é a emoção do rim  as alterações neste órgão podem causar o pânico, o aumento do medo, a insegurança e às ações perigosas sem conseguir mensurar os riscos.

Todos as emoções podem causar problemas nos órgãos, assim como qualquer problema nos órgãos pode causar alterações nas emoções.

Todas essas relações são compreendidas no momento do diagnóstico da acupuntura, com as informações que o acupunturista colhe com o questionário e as observações do diagnóstico ele irá estabelecer as causas e efeitos, podendo tratar os pontos relacionados aos órgãos para o tratamento das emoções.

Dessa maneira um bom diagnóstico é o que garante um tratamento mais completo na acupuntura, existem pontos específicos para o tratamento de algumas emoções, mas além de tratar os sintomas que o paciente está apresentando é importante ir em busca da causa e realizar esse tratamento completo, evitando assim que os sintomas voltem a aparecer depois de um curto período.

É importante também saber que o tratamento é sistêmico, logo precisa de um período para se concretizar é comum que o alívio dos sintomas seja imediato e isso faz com que o paciente não retorne para as outras sessões, porém a causa ainda não foi totalmente tratada e isso fará com que os sintomas retornem, realizar o tratamento completo conforme orientação do acupunturista irá fazer com que o tratamento seja efetivo e diminui a possibilidade do retorno desses sintomas.

Camila B Carvalho

Acupuntura Sistêmica

 

 

Acupuntura sistêmica é um dos tratamentos da medicina tradicional chinesa, que é bastante reconhecida principalmente para o tratamento de dores musculares, porém pode ser utilizada para o tratamento de diversos problemas de saúde.

A acupuntura é realizada através da inserção de agulha nos pontos de acupuntura, buscando combinações diferentes para cada necessidade.  

O estudo da medicina chinesa mostra que as doenças que conhecemos no ocidente pode se encaixar em diversas síndromes e durante a avaliação para realizar a acupuntura o profissional irá identificar qual a síndrome e os melhores pontos para realizar o tratamento.

A medicina tradicional chinesa descreve a energia chamada de Qi que circula todo o corpo através dos canais que tem ligações com os órgãos internos, cada canal e  ponto tem sua função, dessa forma o acupunturista irá realizar uma combinação desses pontos que direcione essa energia QI buscando o fortalecimento, desbloqueio ou a dispersão conforme a necessidade do paciente.

É comum que o paciente estranhe a colocação da agulha em lugares distante da sua queixa, por exemplo a queixa de dor de cabeça e ter agulhas colocadas nas mãos, porém isso ocorre justamente por existir esses canais e a energia QI ser circulada através deles.

A acupuntura pode ser utilizada, para tratamento de dores, alergias, problemas psicológicos como ansiedade e depressão, questões respiratórias, ortopédicas, gastrointestinais, neurológicos e diversas outras questões.

Uma outra área da acupuntura sistêmica é a estética, auxiliando no emagrecimento, liberando as toxinas, fortalecimento da pele e reduzindo medidas.

O tratamento com a acupuntura pode complementar qualquer outro tratamento tanto ocidental como oriental, fazendo com que o indivíduo tenha uma melhora mais rápida.

O diagnóstico e todo o tratamento com a acupuntura é individualizado, para cada pessoa o acupunturista vai identificar o melhor tratamento através do diagnóstico, podendo ocorrer tratamentos diferentes para queixas iguais, pois a causa pode ser diferente para a medicina tradicional chinesa, sendo importante um bom diagnóstico para um tratamento de fato eficiente.

O material utilizado na acupuntura deve ser esterilizado e as agulhas sempre descartáveis, essa é a recomendação da anvisa para que possa se manter a higiene e não tenha riscos de contaminação.

A acupuntura vem sendo cada vez mais recomendada pelos médicos, devido a sua comprovação científica que vem ajudando a busca por esse tratamento e comprovando sua eficiência. Os pacientes costumam ter benefícios imediatos e a longo prazo, trazendo também uma maior aceitação desse tratamento.

Camila B Carvalho

Auriculoacupuntura

 

 

 

Essa é uma técnica de acupuntura, chamada de microssistema por representar todo o corpo humano no pavilhão da orelha. a orelha representa um feto cefálico e dessa forma é distribuído os pontos de acupuntura conforme as partes do corpo.

Na orelha se apresenta 191 pontos, que são divididos em 5 grupos de pontos denominados: Zona correspondente; Órgãos e Vísceras; Sistema Nervoso; Sistema Endócrino; Pontos específicos.

Existem algumas técnicas diferentes sendo a chinesa e a francesa, as mais conhecidas e utilizadas atualmente.    

As diferenças principais é que na técnica chinesa da escola Prof.ª Huang Li Chun, são utilizados os pontos nas duas orelhas e existem algumas diferenças na abordagem terapêuticas, no diagnóstico e escolha de pontos e na técnica francesa os pontos são utilizados em uma orelha e diferentes abordagens terapêuticas no diagnóstico e escolha de pontos.

A acupuntura de forma geral é muito relacionada ao tratamento de dores e problemas musculares, articulações e etc. porém existem diversos outras questões que a acupuntura pode auxiliar no tratamento, e com a Auriculoacupuntura não é diferente.

A auriculoacupuntura pode ser utilizada em questões psicológicos, como depressão, ansiedade, estresse e insônia, em dores, como cefaleia, enxaqueca e tendinites, processos alérgicos, como rinite, sinusite e urticárias, hipertensão e distúrbios hormonais, como menopausa, obesidade e fertilidade, entre diversos outros problemas que podem ser tratados pela auriculoacupuntura.

Algumas vantagens da auriculoacupuntura se refere ao tempo de aplicação, pois é uma técnica rápida para ser aplicada, também tende a ter um resultado rápido, diminuindo dores por exemplo em 70% de forma praticamente imediata a aplicação e é um método não invasivo, pois utiliza-se de sementes ou esferas para o estímulo dos pontos e não agulhas.  

A auriculoacupuntura também pode ser realizada em conjunto com outros tratamentos, tanto da medicina chinesa, como a acupuntura sistêmica, como da medicina ocidental sem nenhum prejuízo aos tratamentos.

Dessa maneira a auriculoacupuntura pode ser mais um instrumento para auxiliar em tratamentos de diversas áreas, incluindo as pessoas que nunca realizaram acupuntura por receio das agulhas, sendo uma técnica importante para esse acesso que pode ser feito por todos, inclusive por crianças sem ter um caráter invasivo.

Camila B Carvalho

Medicina Tradicional Chinesa

 

A medicina tradicional chinesa é milenar e tem por princípio a energia vital do corpo, que é uma energia que circula por todo o corpo através dos canais meridianos que são interligados internamente com os órgãos.

As bases de estudo da medicina chinesa são empíricos, que foram documentados através de experiência cotidiana e foi desenvolvendo a sua teoria, tendo os princípios do Yin e Yang, teoria dos cinco elementos, substancias vitais e canais meridianos.

Para a medicina tradicional chinesa a saúde representa o equilíbrio  do corpo e mente, buscando o equilíbrio desses princípios, fazendo com que a saúde se estabeleça e se mantenha no indivíduo.

O equilíbrio do Yin e o Yang no corpo se dá pela dinâmica entre elementos opostos que se encontra em tudo no universo e consequentemente no corpo humano, o desequilíbrio no corpo causa problemas nos outros princípios onde é diagnosticado as síndromes.

Na medicina chinesa toda síndrome deve ser investigada e tratada de forma individual, pois aquilo que conhecemos como doença pode ser causada por síndromes diferentes, pois é causada por desequilíbrios diferentes trazendo sintomas iguais, onde a medicina ocidental irá classificar a doença.

O diagnóstico em medicina chinesa é realizado através de um questionário sobre a fisiologia do paciente, a observação geral do paciente, a pulsologia, que traz características do pulso do paciente e a observação da língua, que traz informações importantes sobre as síndromes.

Existem diversas formas de tratamento na medicina chinesa, como Fitoterapia, terapia alimentar chinesa, moxabustão, ventosaterapia, as atividades de meditação e a mais conhecida no ocidente a Acupuntura.

No ocidente a acupuntura é utilizada principalmente para problemas musculares, porém ela tem efetiva atuação em diversos problemas de saúde, tanto física como mental, sendo um excelente complemento de tratamento para diversas questões.

Na acupuntura também podemos trabalhar com microssistemas como a cranioacupuntura, a auriculoacupuntura   e a koryo(acupuntura coreana das mãos), todos os microssistemas tem o corpo inteiro refletido nesse local. A mais antiga é a auriculoacupuntura que representa todo o corpo humano na pavilhão da orelha na forma de um feto invertido para localização dos pontos de cada parte do corpo. Também  bastante utilizada para quem tem receios da agulha da acupuntura sistêmica, já que é utilizado sementes ou pontas metálicas para o estímulo dos pontos.

A acupuntura pode ser utilizada junto com as técnicas de moxabustão, ventosaterapia e também pode se juntar acupuntura sistêmica e microssistemas para um melhor resultado para o paciente, sendo autorizada pelos conselhos de medicina e psicologia por exemplo, devido a comprovação de seus resultados para a saúde física e mental como um todo, podendo também ser utilizada preventivamente devido a capacidade de equilíbrio evitando os problemas de saúde causados pelo desequilíbrio do dia a dia.

Camila B Carvalho

 

Endereço: Rua Padre Estevão de Pernet, 1059 , sala 106.

Próximo ao Metrô Carrão.

Telefone:  11-2936-4527/ 11-940135730 (APENAS whatsapp)

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now